Se não vale nem R$2,70 não vamos pagar R$3,20!
É inaceitável mais um aumento no transporte público!
Tudo isso para manter os lucros das empresas concessionárias!

Vamos mostrar a realidade do transporte coletivo em Ouro Preto! Deixe seu relato!

0 pessoas já deixaram os seus relatos.
Com muita mobilização, conseguimos impedir que um reajuste abusivo no valor da passagem fosse adotado em nossa cidade. Mas sabemos que, mesmo o Conselho Municipal de Transporte e Trânsito (CMTT) ter votado contra o reajuste da tarifa, o prefeito pode, a qualquer momento, assinar o decreto autorizando a empresa a fazer o aumento. E por isso, ainda precisamos ficar atentas/os.
A empresa afirma que as linhas funcionam perfeitamente, e que algumas até poderiam ser canceladas pois não há demanda. Mas a gente sabe que o transporte coletivo em Ouro Preto ainda deixa muito a desejar. Quase todo mundo já passou por algum perrengue ou tem alguma reclamação sobre o serviço que é prestado. De quase mofar no ponto de ônibus esperando aquele busão que nunca passa no horário. Ou ser surpreendida/o por uma linha cortada sem nenhum aviso prévio. O pessoal que mora nos distritos então .…
É por isso que nós criamos esse formulário! Vamos colher relatos de pessoas que tiveram algum problema ou não ficaram satisfeitas com o serviço de transporte que hoje é oferecido para nossa comunidade. Assim, podemos mostrar ao poder público que o que foi acordado com a empresa não está sendo cumprido e que esse serviço não vale nem R$2,70.
Se você não quiser se identificar, pode ficar tranquila/o, viu?! Os relatos podem ser feitos anonimamente e serão encaminhadas ao Conselho Municipal de Transporte e Trânsito para que as devidas providências sejam tomadas. Topa nos ajudar nessa? Deixe seu relato agora!
O fato é que R$3,10 para andar de ônibus, numa cidade do porte de Ouro Preto, é absurdamente caro em relação ao salário mínimo. Nos reajustes dos últimos anos, as planilhas de custos foram feitas pela própria empresa. É inaceitável discutirmos o transporte público de nossa cidade sendo que a única parte ouvida é a do empresário.
E se a população ouropretana não pode pagar por esse valor, por que então, mais uma vez, a tarifa precisa passar por um aumento? Quanto a prefeitura vem subsidiando? Quais são as prioridades dessa gestão? E por que o transporte público, que é um direito social, não é prioridade no orçamento do município? Como podemos perceber, transparência não é uma qualidade muito presente no setor de transportes de Ouro Preto e do Brasil.
Dessa forma, nós, usuárias e usuários do transporte coletivo de Ouro Preto, temos que nos organizar, discutir e lutar para transformar o transporte público. Somente com participação popular é possível organizar um sistema de transporte em favor dos interesses dos usuários. São estes que sabem que linhas são necessárias, onde devem estar os pontos de ônibus e a importância de ônibus que liguem os bairros e distritos.
Todo ano é mesma história: o transporte coletivo da nossa cidade cada vez mais caro. E sempre a mesma justificativa: o famoso “desequilíbrio econômico-financeiro” do contrato entre a prefeitura e a empresa. Mas a pergunta é: houve melhoria na eficiência dos serviços ou foi o contrário, como as várias linhas cortadas pela empresa decorrentes de muita incompetência gerencial? E a licitação que nunca aconteceu, prefeitura? Esse “desequilíbrio” tem um custo que será pago pelas usuárias e pelos usuários do transporte coletivo no reajuste que foi encaminhado pela empresa ao Conselho Municipal de Transporte e Trânsito (CMTT).
O transporte público é um direito social, prescrito na Constituição Federal, que assegura o acesso das pessoas aos demais direitos, como educação, saúde e lazer. Por isso, é fundamental mudar a lógica do financiamento do transporte. Atualmente, a usuária e o usuário pagam, praticamente, todo o custo do seu deslocamento porque o poder público ainda não considera a mobilidade urbana um direito (na realidade, ainda temos uma grande imobilidade política sobre o assunto).
Assim, não restam dúvidas que o valor abusivo da passagem é fruto da ganância dos empresários.
POR QUE ENTRAMOS NESSA?
Temos consciência da importante missão, juntamente com as ouropretanas e os ouropretanos, de barrar este aumento. Não é só mais um aumento da tarifa do transporte público. É o aumento da exploração das trabalhadoras e dos trabalhadores, em favor dos lucros cada vez maiores para a empresa. É absurdo pensarmos que as trabalhadoras e os trabalhadores gastarão R$6,10 diariamente, levando-se em consideração as tarifas de ida e volta ao trabalho.
Nós, da Minha Ouro Preto, queremos e trabalhamos por uma Ouro Preto em que as pessoas possam usufruir do espaço da cidade de forma igualitária. Esse valor que está sendo proposto pela empresa concessionária é injusto e não cabe no bolso das ouropretanas e dos ouropretanos. Queremos transporte PÚBLICO acessível e de qualidade para todas e todos! Chega de aumento no busão!